segunda-feira, 12 de junho de 2017

DIA DOS NAMORADOS



Meu Eterno Namorado,
que neste dia não está ao meu lado,
se comigo estivesses
certamente a ti ofereceria,
como em todos os outros dias,
um Amor de séculos passados.

Mesmo distante,
sabendo que não mais me queres como amante,
AMO-te intensamente
e ainda mais que antes.

Sonho então
com tua voz a me dizer
que nunca irás de nossas vidas esquecer.

E nesta noite tão especial,
os sabores dos vinhos
e a luz de nosso Luar
fazem parte de mais um cenário
em que nosso Grande Amor é festejado.

Já supliquei aos céus
que as Estrelas hoje possam me inebriar...
assim poderei neste dia dos namorados
sonhar que Tu me amas
e queres estar para sempre ao meu lado.

Poema de Della Coelho
Imagem: google.com

sexta-feira, 2 de junho de 2017

ACALENTO



Das angústias da farpa fugir
distanciava-se do fim fazendo
placebos para esta vida assumir.

Tolo pensamento...
o melhor a se fazer
é enfrentar tantos tristes acontecimentos
enfraquecendo, assim, ainda mais
qualquer possível acalento.

O passar das horas
em solidão assumida
fará o sangrar antecipar
finalmente a ansiada partida.


Resta a cada gesto de sofrimento
sorrir absorvendo feliz
toda dor do momento
que é a melhor arma
para libertar-se deste tormento.

Esperança de alegria sentir já não há,
vive-se a vida à espera do dia que a findará
e a brava Luta é para que então
este Luto feliz em breve chegue neste Luar.


Poema de Della Coelho
Imagem: google.com




terça-feira, 30 de maio de 2017

MEU MENINO



Menino-homem,
Espelho de minh `Alma,
Face de meu destino,
Felicidade de minha paga solitária...

Ah, menino!
Se pudesses conhecer a verdade de teu destino!
O caminho divino para o qual foste agraciado,
aquele que tirar-te-á as angústias de teu desesperado brado.

Em meus braços é o teu aconchego!
Queria que soubesses
que eu é que sou a face de teu arrego.
Seria mais fácil esta espera,
podias mandar um sinal – AZUL –
mesclado ao som Angelical de nossa era.

As cartas já nasceram marcadas...
cantaríamos o maior Amor deste mundo,
mas caminharíamos separados por longas jornadas.

Um dia, no entanto,
não muito longe deste presente,
uniríamos nosso canto e, enfim,
beberíamos a fonte deste ardor silente.

Mas, até que paguemos a nossos devedores,
que ensinemos ao mundo a dor dos sofredores,
sussurrarenos nosso Amor nos versos de uma poesia...
viveremos nossas aventuras nas notas de uma melodia...

E, se no dia a dia é necessário
que escondamos este nosso Eterno Amar,
basta que olhes em meus olhos e vejas
que és para sempre o Sol de meu irradiar!


Poema de Della Coelho
Imagem: google.com


sexta-feira, 26 de maio de 2017

DESTINO INCERTO




O Amor fere espaços
que a Razão constrói
em meio a pessoais fracassos;
mas nem sempre esta é a arma certa,
pois que aos sonhadores ela sem dúvida os enterra.

Mas que fazer ou dizer ao já desesperado
que perdeu seu Ardor em um reino
só por ele encantado?

Dizer de nada adianta!
Bom mesmo é acreditar
que ainda são possíveis belas mudanças
desde que haja Amor Verdadeiro
sempre em pujança.

Se ilusão esta for acreditada
a vida mostrará
que a verdade será iluminada.
No entanto quem pode saber o que será afinal,
se com Amor Verdadeiro

tudo pode ser belo e feliz no final?!

Poema de Della Coelho
Imagem:google.com

quinta-feira, 25 de maio de 2017

VOZ DO SILÊNCIO


                                            SUL DA FRANÇA



Volta pra mim, meu Amor!
Carrega-me em teus braços
mais uma vez por aquela estrada!
Cavalga novamente comigo em lua cheia
até alcançarmos nossa santa morada!
Queria tanto estar naquele lugar!
Nosso Lugar!
Lá onde tão amada fui por ti!
Lá onde nada te afastava de mim!

Carrega-me em teus braços
Mais uma vez naqueles verdes campos...
Quero em nossa casa ficar
que é só lá que minh’Alma sempre quis estar,
porque é somente lá que sei que tu é que vais chegar.

Teu corpo ainda de nada sabe,
no entanto tua Alma permite
que no silêncio das palavras
nosso Amor se propague!

Neste silenciar sagrado,
escuto gritar teu coração
e todas as noites me encontro,
sem dúvida nenhuma, com nossa eterna paixão!

Mas o teu corpo! Totalmente cego ele está!
Meu destino nesta vida foi nascer
para sempre sonhar ao teu lado ficar!

O teu corpo vendado?
Sim, eu já o vi!
Já o tive em meus braços,
mas teus lábios não pude beijar!
Já mirei tua face,
mas não foi pra mim que se encaminhou teu olhar!

E neste pôr-do-sol das horas,
esta canção despertou-me lágrimas de aflição.
Aflição de tanto te amar
ouvindo e sabendo
que nada sou para ti além de um inspirado cantar!

Mesmo assim,
olhando as Estrelas sou imensamente Feliz!
Feliz simplesmente por Tua presença existir,
que minha Vida...
Minh’Alma...
e até mesmo minhas lágrimas...
sentido só têm
se ouvir meu nome ser

pronunciado por Ti!


Poema de Della Coelho
Imagem: google.com- SUL DA FRANÇA

LAVAGEM CEREBRAL



A angústia deste peito que tanto o queria
 faz passar os dias a lembrá-lo em seu leito
 dos tempos em que a amava e lhe sorria
 ardendo-a em contento do Amor em nobre peito.



Foi outrora que roubou-lhe um beijo em covardia
 fazendo-a inebriar-se no sonho deste feito
 brilhando em sorriso a Esperança que nascia
 modificando-a em Paixão todo seu jeito.



Entretanto  o fim apressado intrometeu-se
 reduzindo aquel'alma à areia escurecida;
 que destruída, ainda em grãos, acometeu-se


de uma loucura vista como única saída.
 Ao médico, doutor de raízes, submeteu-se
 e arrancou as lembranças todas de toda vida.


Soneto de Della Coelho
Imagem: google.com

quarta-feira, 24 de maio de 2017

VERDADEIRO AMOR



Fecha agora teus olhos e vem...
Vem comigo e passeia...
Sente minhas mãos te tocando...
Sente minh'Alma te envolvendo...
Quero para longe te levar...
para o fundo...
para lá dentro do meu sentimento...
Sente, meu Amor...
Sente o Céu e o Mar que te espera ali dentro!

Brisa suave que beija...
Sonho singelo que afaga...
Chuva que abençoa a morada...
A melodia ouvimos  e em nosso Paraíso nos vemos!
Teus abraços às Nuvens me induz...
Teus olhos ao Luar me seduz...
Teus lábios às Estrelas me conduz!

A Eternidade nesse momento se fez!
Juras caladas que nunca se desfez
trazem a certeza de que o Amor Verdadeiro
Vence Sempre e Mais uma Vez!

Poema de Della Coelho
Imagem: google.com