sexta-feira, 13 de abril de 2018

AINDA MAIS TUA




Amor, a cada dia mais distante tu estás...
Mal consigo, nas minhas ilusões, teu abraço segurar.
Definho de saudade arrastando-me nas trevas da solidão
e não vislumbro sequer uma fresta de esperança nesta amarga escuridão.

Mas, senhor, cumpri o prometido que minh’alma te fez,
de por toda a eternidade ser somente tua a minha total insensatez.
Em todo tempo, no vazio, seguem meus olhos a te buscar
e meus lábios eternamente sussurram o deliciar de teu beijar.

Prometi e cumpro que somente teu meu coração será
e subo as montanhas mais impossíveis para do teu lado eu despertar.

Tudo que me pedires, seja até mesmo um membro meu,
Dar-te-ei sem lágrimas invejando sua presença ao lado teu.
Amado de toda a minha vida e meu coração, não compreendo o porquê   de tanto amor nesta insuportável solidão.

Amado de meus sonhos, está próximo o final desta minha jornada
e sigo a cada dia sentindo-te mais inalcançável nesta penosa caminhada.

Na juventude, ouvia na ilusão o cantar dos lábios teus.
Hoje, no cansaço de meus olhos, escuto somente o silÊncio gritante do amor meu.
Sinto-me em metade aniquilada no vagar,
perdida em uma Paixão que somente a meu eu posso desabafar.

Se existires de verdade em algum lugar neste universo,
pede ao Pai que mostre a mim pelo menos uma migalha amorosa de teu verso.
Mas, se acaso existires e de mim teu coração não ser,
suplica que envelheça minha mente de tal forma
que eu me esqueça de todos os cristais e encruzilhadas de meu viver.



Imagem: google.com

domingo, 25 de fevereiro de 2018

O SONHO PRIMEIRO




                            Era setembro de 1987. Ela havia feito 16 anos em junho.
                            Engraçado porque sempre esperara com ansiedade aquela data, sabia que, aos 16 anos, algo aconteceria... foi o início de tudo.
                            Esperara por ele desde a mais tenra idade. Em suas brincadeiras, ele apareceu na figura de uma bananeira, do personagem Michael, dos heróis das novelas; tinha certeza de que um dia saberia quem ele era.
                            Até que teve aquele sonho.

                           Dormia na sala naquela noite e  o cenário era exatamente no mesmo lugar em que dormia.
                           Ela já o conhecia, sabia seu nome, ele a amava desesperadamente e ela o havia mandado embora. 
                           Em sã consciência nunca entendeu o porquê fez isso. Mas ali ela sabia.
                           Ele desapareceu... foi tomada por um enorme desespero e gritava alucinadamente:
                           -APARECE!!! APARECE!!! APARECE!!!
                           Felizmente ele voltou, estava ali a sua frente, porém ela  não conseguia dizer todo o amor que sentia e as palavras...tão frágeis:
                          - Eu gosto de você... me faz esquecer...
                          Ele a beijou com a promessa e o sentimento de que estaria ali para ela para sempre!
                          Ao acordar, passou a vida inteira a procura desse beijo.


Texto de Della Coelho
Imagem: google.com










                        

EXTINÇÃO






Estava eu em amargas trilhas a caminhar
sem sequer saber por onde as encruzilhadas iriam me levar.

Sonhei impossibilidades nos confeitos da ilusão
e vomito agora as pétalas escuras de meu véu de solidão.

Poderia talvez notas sublimes das minhas lágrimas compor,
no entanto canto o silêncio sombrio do meu grito de Dor.

Da Razão por vezes busquei explicações em meu sentir
e deparei-me com a loucura de minha insanidade a Florir.

Implorei tanto aquele toque ansiado na imensidão;
mas só vi, a minha frente, o caminho frio da extrema exaustão.

Tudo o que posso agora é anestesiar-me para pelo Bem eu servir
e aspirar passo a passo que venha logo o meu tão esperado extinguir.


Poema de Della Coelho
Imagem: google.com





sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

MULHER DE VERDADE







Hoje sei que sou mulher de verdade.
Seios fartos.
Cabelos desgrenhados pela noite mal dormida.
Rechonchuda dos filhos que pari.

Hoje sei que sou mulher de verdade.
Que às vezes grito e  - tantas vezes, meu Deus - choro escondido num quarto!
Por vezes minto que são de uma lembrança antiga, um passamento, uma saudade...
é só pra esconder aquela dor da hora que só a gente sabe.

Hoje sei que sou mulher de verdade.
Sem medo de deixar que apareçam meus cabelos grisalhos.
As marcas que afundam minha face.
A balança que aumenta sem piedade.

Hoje sei que sou mulher de verdade.
Quando permaneço de olhar aberto e dentro do peito me rasgo.

Hoje sei que sou mulher de verdade.
Quando sou capaz de olhar e ver que nada deu certo
 e agora o que posso é pisar em cima da tal realidade... que eu nem sei qual que ela é.


Hoje sei que sou mulher de verdade.
E reconheço a maquiagem de menina enrijecendo   pela dor e idade.

Mas hoje, sim, digo bem alto e firme, de cabeça erguida, que sou mulher de verdade,
Quando, apesar de tudo, sigo envelhecendo.


Poema de Della Coelho

IMAGEM:https://i.ytimg.com/vi/gRKcdhdSkFQ/maxresdefault.jpg

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

FINAL DA JORNADA




Em solidão acostumada,
ainda silente em lágrimas debulhadas,
o ocaso ainda não me esqueceu
e teimo em procurar a estrada do sonho meu.

Esquecida em coração de toda a humanidade,
luto dia a dia a cubrir-me em serenidade.
A jornada segue em terríveis pedras no caminho
e tudo que ainda quero é fazer de teu braço o meu ninho.

Tanto tempo e envelhecida já me encontro,
sinto desfalecer em mim a esperança de um reencontro.
As cicatrizes das quedas traçam o meu olhar,
mas meus lábios jamais se esquecem de teu nome balbuciar.

Grito em desespero no silêncio do peito meu
para que apareça e livre-me deste inferno o meu Romeu!
Sem ti sinto cada partícula minha a murchar
e ressuscitarei somente se me voltares o brilho de teu olhar.

Ajude-me aquele que pode desta infeliz história mudar o fim
fazendo com que milagrosamente o meu único e eterno amor venha até mim.



 Poema de Della Coelho
Imagem: google.com


terça-feira, 21 de novembro de 2017

AUTOBIOGRAFIA







Eis uma história de Amor Imortal,
daquelas que somente os Poetas
acreditam ser acontecimento Real.

Tudo que queria neste momento
era poder mostrar-te
o quanto te adoro em tormento!

Desde sempre te amei...
Desde que pude uma frase balbuciar...
foi teu nome, ainda indefinido, que clamei.

Se és  sonho ... ilusão...
Não importa!
Sei que és real em minha solidão.

Nossos caminhos,
sempre enlaçados...
pelo Destino separados,
fazem-me seguir
buscando encontrar
uma migalha de teu legado!

És meu único Amor!
Perdida em teus olhos azuis
encontrei-me no perfume celeste
que inebria-me em teu frescor.

Sempre estiveste dentro de mim presente,
és  pedaço de minha carne
e sopro de minh`Alma sem ti doente.

Não canto uma canção!
Meus poemas são o grito saudoso
no silêncio amargo da desilusão.

Enquanto em mim
uma pequena fração de vida brilhar,
iluminará tua face
que fitam-na no expressar de meu olhar.

Quando sozinha,
perdida neste mundo sem tua Luz,
sinto tua pele em mim
e tua voz, na escuridão, me conduz.

Por que nos perdemos em um leito?
Me amaste infinitamente,
mas não mais me reconheces em meu jeito.

Nossas Almas, em busca do acalento,
encontram-se em sonhos
livrando-se brevemente das águas de lamento.

A Esperança perdida de na multidão te encontrar
faz-me reclusa gritando, em poesias, meu sentimento
para, quem sabe, escutes meu cantar
e venhas livrar-me deste sofrimento.

Bastaria dizer-me que teu beijar não me esqueceu,
que lembras-te de mim
como aquela que morreu no colo teu.

Se tua voz um dia de Flor ainda me falar,
não te esqueças de dizer-me
que de mim nunca irás te afastar.
Lembra-te também da promessa que fizemos...
de buscar-nos um ao outro
mesmo que passem séculos no firmamento.

Padeço os dias na realidade de tua ausência
e amo-te como se o tocasse com toda veemência.

Essa é a história que choro ao cantar,
queria poder fingir como o Poeta ao declamar.
No entanto, verdadeiramente,
um Conto de Fadas vivo eu.
Mas... Que infeliz!...o Príncipe
só sabe que me ama
quando o encontro

nos sonhos meus!


Poema de Della Coelho
Imagem: google.com


segunda-feira, 12 de junho de 2017

DIA DOS NAMORADOS



Meu Eterno Namorado,
que neste dia não está ao meu lado,
se comigo estivesses
certamente a ti ofereceria,
como em todos os outros dias,
um Amor de séculos passados.

Mesmo distante,
sabendo que não mais me queres como amante,
AMO-te intensamente
e ainda mais que antes.

Sonho então
com tua voz a me dizer
que nunca irás de nossas vidas esquecer.

E nesta noite tão especial,
os sabores dos vinhos
e a luz de nosso Luar
fazem parte de mais um cenário
em que nosso Grande Amor é festejado.

Já supliquei aos céus
que as Estrelas hoje possam me inebriar...
assim poderei neste dia dos namorados
sonhar que Tu me amas
e queres estar para sempre ao meu lado.

Poema de Della Coelho
Imagem: google.com