quinta-feira, 25 de maio de 2017

LAVAGEM CEREBRAL



A angústia deste peito que tanto o queria
 faz passar os dias a lembrá-lo em seu leito
 dos tempos em que a amava e lhe sorria
 ardendo-a em contento do Amor em nobre peito.



Foi outrora que roubou-lhe um beijo em covardia
 fazendo-a inebriar-se no sonho deste feito
 brilhando em sorriso a Esperança que nascia
 modificando-a em Paixão todo seu jeito.



Entretanto  o fim apressado intrometeu-se
 reduzindo aquel'alma à areia escurecida;
 que destruída, ainda em grãos, acometeu-se


de uma loucura vista como única saída.
 Ao médico, doutor de raízes, submeteu-se
 e arrancou as lembranças todas de toda vida.


Soneto de Della Coelho
Imagem: google.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário